Não é segredo que a Tesla sempre quis desenvolver um chip interno para lidar com as funções autônomas de seus carros, e parece que a empresa está perto de atingir esse objetivo.

Conforme relata a CNBC, a empresa está trabalhando em parceria com a AMD para desenvolver esse componente de inteligência artificial. A empresa também contratou o engenheiro Jim Keller, que já trabalhou com a AMD e a Apple, para liderar sua divisão de processadores.

Um processador mais eficiente poderia ajudar a Tesla a se aproximar da data prometida pelo CEO Elon Musk quanto à disponibilidade de carros totalmente autônomos, que no caso é 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA